Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
Governo Doria quer concessão do Villa Lobos, Água Branca e outros 5 parques à iniciativa privada

Proposta prevê também repasse à iniciativa privada da CDHU, EMTU e mais 9 autarquias e fundações. Pacote de ajuste fiscal enviado à Alesp pretende reduzir rombo de R$ 10 bilhões no orçamento do estado em 2021. Parque da Juventude é um dos que o governo de SP quer conceder à iniciativa privada Juliana Cardilli/G1 O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), enviou na noite desta quarta-feira (12) um pacote de ajuste fiscal para a Assembleia Legislativa do Estado para reduzir o rombo de R$ 10 bilhões no orçamento estadual de 2021. Entre as propostas incluídas no texto está a concessão, à iniciativa privada, da exploração dos parques Villa Lobos, Água Branca e outros 5 parques estaduais. A proposta, que precisa ser aprovada pela Assembleia Legislativa do estado, prevê ainda a concessão da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU), da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) e mais 9 autarquias e fundações. A ideia do governo é que os parques sejam explorados por empresas e outras entidades com turismo, lazer, esporte, cultura e recreação, trazendo recursos para a administração. O projeto inclui os parques: Parque Villa Lobos Parque Candido Portinari Parque Fernando Costa – Água Branca Parque Estadual do Belém Manoel Pitta Parque Chácara da Baronesa Parque da Juventude – Dom Paulo Evaristo Arns Parque Ecológico do Guarapiranga Além do complexo Olímpico da Água Branca e Conjunto Desportivo Baby Barioni Em relação aos demais órgãos, a ideia do governo, diz o texto enviado à Alesp, é "maximizar e incrementar a qualidade dos serviços de atendimento ao usuário". Doria fará pacote de ajuste fiscal para diminuir rombo em 2021 As autarquias, empresas e fundações que o governo de SP quer conceder à iniciativa privada: 1. Fundação Parque Zoológico de São Paulo Fundação para o Remédio Popular “Chopin Tavares de Lima” – FURP Fundação Oncocentro de São Paulo – FOSP Instituto Floresta Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano de São Paulo – CDHU Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo S. A. - EMTU/SP Superintendência de Controle de Endemias – SUCEN Instituto de Medicina Social e de Criminologia – IMESC Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo – DAESP Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo "José Gomes da Silva" – ITESP Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo – IAMSPE
Wed, 12 Aug 2020 23:39:26 -0000
Modelo denuncia cantor e atual namorada por expor filha de 7 anos com roupa íntima em rede social em SP
Atual namorada de Alisson Lima, que é filho do cantor sertanejo Chitãozinho, Raisa Tonaco disse que estão protegendo a menina e que não julgam decisão da mãe em levar caso à polícia. A modelo Nicole Wolfensberger, 32 anos, ex-mulher do músico Allison Lima, que é filho do cantor sertanejo Chitãozinho, registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) no Cambuci, na região central de São Paulo, por exposição da filha com roupa íntima em uma rede social. No Boletim de Ocorrência, a modelo disse que soube da existência de um perfil de sua filha de 7 anos na rede social TikTok, com imagens da filha com sutiã e em poses sexualizadas. Ela relatou o caso em sua rede social. Ainda de acordo com o relato dela à polícia, a modelo disse ter questionado Alisson sobre o ocorrido e que teria recebido a resposta de que "tinha conhecimento da referida conta, a qual, em tese, teria sido cadastrada e alimentada pela investigada Raisa, namorada de Alisson." Ainda segundo relato de Nicole à polícia, ela informou que solicitou ao pai da criança que deletasse a conta com o perfil da filha e que chegaram a desativá-la por algum tempo. Ela relatou aos policiais que chegaram a veicular "imagens da vítima, sendo um vídeo especificamente, a vítima aparece de sutiã, maquiada, em poses sexualizadas." Nicole afirmou à polícia que "nunca autorizou publicação das imagens da vítima. Assegura que nesta data descobriu que o referido perfil foi reativado e novamente solicitou ao investigado Alisson que deletasse tal perfil, no entanto, este embora tenha lido as mensagens, as ignorou." A modelo informou que denunciou o fato ao Tik Tok e aguarda que o perfil seja deletado. A reportagem do G1 procurou Alisson e Raisa Maciel Tonaco, atual namorada de Alisson para que ambos comentassem as acusações feitas por Nicole. Por telefone, Raisa disse que o casal quer proteger a menina. "A gente não tem nada a declarar, a nossa única posição é de proteger uma criança, o que não está sendo feito pela outra parte, só que a gente não vai julgar o que ela tem feito, é um problema dela, então a gente não tem nada a declarar, enquanto a gente tiver de proteger essa criança nós não vamos declarar nada, é isso que importa", disse Raisa , que falou em nome dos dois.
Wed, 12 Aug 2020 23:38:46 -0000
Bolsonaro defende controle de gastos e privatizações, após baixas na equipe econômica
Bolsonaro reuniu os presidentes da Câmara e do Senado e ministros da área econômica no Palácio da Alvorada. Eles assumiram publicamente compromisso do governo e do Congresso com a política de equilíbrio fiscal. O encontro foi um dia após o ministro Paulo Guedes alertar sobre as ameaças à política econômica de austeridade. Bolsonaro defende controle de gastos e privatizações, após baixas na equipe econômica O presidente Jair Bolsonaro fez, nesta quarta (12), uma defesa da responsabilidade com as contas públicas e do teto de gastos. Ao anunciar, na terça (11), a saída do secretário de Privatizações, Salim Mattar e de Paulo Uebel, que cuidava da reforma administrativa, o ministro da Economia, Paulo Guedes reconheceu que houve uma debandada na equipe econômica. Guedes também alertou para pressões vindas de conselheiros do presidente Bolsonaro para aumentar os gastos do governo e desrespeitar a regra do teto. Há quatro anos, o teto de gastos determina que o governo só pode gastar no máximo o valor que gastou no ano anterior, corrigido pela inflação. Cedo nesta quarta, o vice-presidente reconheceu o risco às contas do país, à situação fiscal. “O teto de gastos é a nossa âncora fiscal. Então, não é um assunto que tenha que ser discutido da forma que vem sendo colocado, é algo que tem que ser muito bem analisado pelas pessoas que conduzem a política fiscal do país. Nós temos uma situação fiscal péssima, então não é algo que possa ser tratado da forma como está”, destacou Hamilton Mourão, vice-presidente da República. O teto de gastos é fundamental para a credibilidade do país. Passa para investidores do mundo todo a informação de que existe um controle das finanças públicas. Além disso, duas propostas econômicas de campanha do presidente Jair Bolsonaro para reduzir gastos e atrair dinheiro, encontram dificuldades. A reforma administrativa ficou para 2021 e as privatizações andam em ritmo lento. Em uma rede social, o presidente Jair Bolsonaro defendeu as privatizações. Disse que "o Estado está inchado e deve se desfazer de suas empresas deficitárias, bem como daquelas que podem ser melhor administradas pela iniciativa privada”. Bolsonaro também defendeu os ministros que querem mais gastos, mas disse que o governo mantém o compromisso com o teto de gastos. “No mais, num orçamento cada vez mais curto, é normal os ministros buscarem recursos para obras essenciais. Contudo, nosso norte continua sendo a responsabilidade fiscal e o teto de gastos”, disse. E sobre a debandada de integrantes da equipe econômica, reduziu a decisão a ambições pessoais: “Em todo o governo, pelo elevado nível de competência de seus quadros, é normal a saída de alguns para algo que melhor atenda suas justas ambições pessoais”. Economistas veem com preocupação o recuo em relação à agenda liberal das reformas e das ameaças ao aumento de gastos. “O teto de gastos apenas diz: ‘olha, tem que controlar o crescimento desse gasto, senão a dívida sai de controle’. A dívida saindo de controle, as taxas de juros de mercado, de mais longo prazo, elas vão aumentar. Se as taxas de juros a longo prazo aumentam, isso desestimula investimento, gera incertezas sobre a economia. Nós já vimos esse filme antes. Esse filme aconteceu em 2015”, disse Marcos Lisboa, economista. No Congresso, parlamentares já se mobilizam para barrar manobras contra o teto. “A responsabilidade fiscal impõe a observância do teto de gastos públicos que, se extrapolado, pode ensejar crime de responsabilidade e motivar o processo de impeachment, algo que seria muito ruim e indesejado. Para que isso não aconteça, é preciso que o governo organize as suas ideias, pare de bater cabeça e estabeleça um discurso coeso, único, com ações efetivas”, observa o senador Rodrigo Pacheco, do DEM-MG e integrante da Comissão de Assuntos Econômicos. Ainda como reação à fala de terça-feira (11), do ministro Paulo Guedes, que surpreendeu o Planalto, o presidente Jair Bolsonaro reuniu na noite desta quarta (12), no Palácio da Alvorada, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, e ministros da área econômica. Juntos, eles assumiram publicamente o compromisso do governo e do Congresso com a política de equilíbrio fiscal. “Que pese o problema da pandemia, o Brasil está indo bem, a economia está reagindo. E nós aqui, resolvemos então, com essa reunião, direcionar mais aí as nossas forças para o bem comum daquilo que todos nós defendemos. Nós queremos o progresso, o desenvolvimento e o bem estar do nosso povo. Nós respeitamos o teto dos gastos, queremos a responsabilidade fiscal e o Brasil tem como realmente ser um daqueles países que melhor reagirá à questão da crise. Assuntos variados foram tratados, como privatizações, outras reformas, como a administrativa e, de modo que nós nos empenharemos, mesmo em ano eleitoral, juntos para buscar soluções, destravar a nossa economia e colocar o Brasil no local que ele sempre mereceu estar”, disse o presidente Jair Bolsonaro. “Reafirmamos o nosso compromisso com o teto de gastos, o nosso compromisso com a boa qualidade do gasto público. Então, reafirmar esse tema, é reafirmar o nosso compromisso com o futuro do nosso país. Junto com isso, claro, outras reformas, como a tributária que a gente vem discutindo, trabalhando em conjunto com o governo e com o Senado, e claro como o presidente acabou de falar, reforma a administrativa que eu espero que assim o presidente entender importante, a Câmara dos Deputados está pronta para debater, para discutir e para aprovar uma reforma que tem apenas um objetivo: melhorar a qualidade do gasto público e principalmente a qualidade do serviço público. E isso passa por uma reforma administrativa”, disse o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. “A gente tem uma emenda constitucional que foi construída a várias mãos no parlamento brasileiro limitando os gastos públicos e concretamente precisamos formar este convencimento na sociedade brasileira, desta agenda administrativa, da reforma administrativa e também do pacto federativo. São pautas que já estão no parlamento, algumas na Câmara e outras no Senado federal e este nivelamento de informações e estratégias para debater estes assuntos agora no pós-pandemia, nesta retomada é fundamental. Eu tenho certeza que há esta compreensão da sociedade brasileira desta interação positiva do parlamento com o Poder Executivo e que as agendas do governo têm sido tratadas com muita responsabilidade”, disse o presidente do Senado, Davi Alcolumbre.
Wed, 12 Aug 2020 23:38:40 -0000
Prefeitura de Belém aprova lei que permite que passageiros desembarquem de ônibus fora dos pontos de parada

Medida vale das 22h às 6h apenas para mulheres, idosos e pessoas com deficiência. Objetivo da medida é garantir a maior segurança aos usuários durante as viagens noturnas. Ônibus de Belém Fernando Sette A prefeitura de Belém informou nesta terça-feira (12) que sancionou uma lei que permite que mulheres, idosos e pessoas com deficiência possam desembarcar de ônibus de Belém fora dos pontos de parada. De acordo com a prefeitura, a nova lei, aprovada no dia 4 de agosto, vale apenas para passageiros que estejam circulando nos coletivos entre às 22h e 6h. O objetivo da medida é garantir a maior segurança aos usuários durante as viagens noturnas. Segundo a prefeitura, caso algum passageiro deseje descer do ônibus fora do ponto de parada, ele deve comunicar isso ao motorista. O condutor do veículo deve parar o ônibus em qualquer lugar que seja possível estacionar, para que o passageiro desembarque. "Dentro do horário estabelecido em lei, o usuário não precisa mais solicitar o desembarque do coletivo apenas nos pontos de parada, mas no lugar mais adequado que ele indicar. Caso haja impossibilidade de parada para desembarque no local indicado pelo usuário, o condutor poderá parar o veículo no local adequado mais próximo”, destacou o titular da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), Gilberto Barbosa. No entanto, a prefeitura informa que o direito de desembarque fora das paradas obrigatórias não vale para o sistema BRT. Nesse caso, o desembarque continuará sendo realizado exclusivamente nas estações. Isso ocorre devido a estrutura dos ônibus, que só permitem o desembarque em nível dentro das estações. De acordo com a Semob, a fiscalização do cumprimento da lei será em parceria com os passageiros. Os usuários que não forem atendidos pelos motoristas poderão formalizar uma reclamação pelos canais de atendimento da Semob. Para que a denúncia seja formalizada é necessário informar o nome da linha, o código alfanumérico do veículo, dia, hora e local do ocorrido, para análise do trecho de via.
Wed, 12 Aug 2020 23:36:39 -0000
Bahia foi o terceiro principal destino do turismo doméstico no Brasil em 2019, aponta IBGE

Ao todo, foram realizadas 1,788 milhão de viagens domésticas para o estado, o que representou 8,7% de todas as 20,617 milhões de viagens ocorridas no território nacional. Bahia foi o terceiro principal destino do turismo doméstico no Brasil em 2019 Reprodução / IBGE Em 2019, a Bahia foi o terceiro principal destino de viagens domésticas no Brasil, segundo informações da pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta quarta-feira (12). Ao todo, foram realizadas 1,788 milhão de viagens domésticas para o estado, o que representou 8,7% de todas as 20,617 milhões de viagens ocorridas no território nacional. De acordo com o IBGE, acima da Bahia ficaram apenas São Paulo, destino de 3,904 milhões de viagens domésticas em 2019 (18,9% do total), e Minas Gerais, com 2,631 milhões de viagens (12,8% do total). Os três estados também são, nessa mesma ordem, as principais origens de viagens domésticas. De São Paulo saíram, em 2019, 4,213 milhões de viagens para dentro do território nacional (20,4% do total); de Minas Gerais saíram 2,912 milhões (14,1%) e da Bahia, 1,598 milhão (7,7%). O IBGE informou que desses três principais estados, em termos de movimentação do turismo doméstico, apenas a Bahia recebeu mais viagens do que originou, em 2019 (+190 mil). O estado teve o segundo maior saldo positivo como destino de viagens, abaixo apenas de Santa Catarina, que, em 2019, teve mais 235 mil viagens chegando do que partindo. Motivos para viagens Segundo informações do IBGE, visitar parentes ou amigos foi o principal motivo citado para as viagens pessoais, tanto no país (em 36,1% delas) quanto em 25 das 27 unidades da Federação. Na Bahia, 32,9% das viagens pessoais, em 2019, foram para visitar parentes ou amigos (466 mil viagens). No país como um todo, o segundo motivo mais citado para viagens pessoais foi o lazer (31,5% das viagens), mas na Bahia esse posto ficou com tratamento de saúde e bem-estar, apontado como principal motivo para 29,1% das viagens pessoais partindo do estado (412 mil em números absolutos). O percentual de viagens pessoais para tratamento de saúde na Bahia (29,1%) foi o quarto mais elevado entre as unidades da Federação, ficando atrás apenas dos verificados em Sergipe (37,0% das viagens pessoais foram para tratamento de saúde, principal motivo do estado), Maranhão (33,0%, também o principal motivo no estado) e Acre (20,2%). No país como um todo, 17,5% das viagens pessoais foram para tratar da saúde, terceiro motivo mais citado. O lazer é o terceiro motivo mais citado para viagens pessoais originadas na Bahia (23,7% do total ou 335 mil). Os motivos para viagens de cunho pessoal menos citados na Bahia foram eventos familiares ou de amigos (apontado como causa de 1,9% das viagens pessoais ou 27 mil) e religião ou peregrinação (2,4% das viagens pessoais saindo do estado tiveram esse motivo, ou 35 mil em números absolutos). Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.
Wed, 12 Aug 2020 23:36:02 -0000
Em acordo de delação, o maior doleiro do Brasil vai devolver R$ 1 bi aos cofres públicos
Dario Messer é conhecido da Justiça desde 2018, quando foi o principal alvo da Operação Câmbio, Desligo, um desdobramento da Lava Jato. Ele era chamado de ’o doleiro dos doleiros’. Em acordo de delação, maior doleiro do Brasil vai devolver R$ 1 bi aos cofres públicos Em acordo de delação, o maior doleiro do Brasil vai devolver R$ 1 bilhão aos cofres públicos. Finalmente ele resolveu colaborar. Dario Messer é conhecido da Justiça desde 2018, quando foi o principal alvo da Operação Câmbio, Desligo, um desdobramento da Lava Jato. Naquele dia, ele não estava em casa, uma cobertura de luxo em uma das áreas mais caras do Brasil, na praia do Leblon, no Rio. Dario Messer era chamado de "o doleiro dos doleiros". Segundo os procuradores, ele era o dono de um sistema online que interligava operações ilegais de câmbio em 52 países - praticamente um banco clandestino. Os clientes eram cerca de 3.000 empresas, com sede em paraísos fiscais. Tudo isso para ocultar a verdadeira origem do dinheiro, que muitas vezes vinha da corrupção e de atividades criminosas. E foram os amigos acusados de muitos crimes, como tráfico e contrabando, que esconderam Dario Messer em vários endereços no Paraguai. Segundo as investigações, até o ex-presidente do Paraguai, Horacio Cartes, colaborou com a fuga. Enquanto as autoridades brasileiras procuravam pelo doleiro, foram descobrindo que ele tinha um patrimônio bilionário dos dois lados da fronteira, incluindo mansões e fazendas. Messer foi preso em julho de 2019, em um apartamento em São Paulo. Durante os 15 meses que passou fugindo, muito do que ele tinha para contar foi revelado por outros doleiros, em outras delações. Por ter demorado a falar, Dario Messer vai pagar caro, literalmente. Outros investigados também pagaram multas em delações premiadas da Lava Jato. O empresário Marcelo Odebrecht, por exemplo, devolveum no total, R$ 143 milhões. O doleiro Lúcio Funaro teve multa de R4 45 milhões. Antonio Palloci, de R$ 37,5 milhões. Esses valores somados não chegam nem perto do que Drio Messer vai entregar à Justiça: R$ 1 bilhão. Segundo os procuradores, esse valor corresponde a 99,5% do patrimônio que o doleiro acumulou. Existe dinheiro em contsa, mas a recuperação de boa parte dos bens vai depender da cooperação das autoridades paraguaias, já que mais da metade da fortuna de Dario Messer está no país vizinho. "Levamos em conta o fato de serem décadas de crimes praticados de lavagem de dinheiro, inclusive com a família anteriormente já envolvida. Então, não faria sentido deixar o colaborador com um patrimônio relevante", afirma o procurador da República Almir Teubl Sanches. Mesmo colaborando com a Justiça, o doleiro ainda está sujeito a uma pena de até 18 anos de prisão. A delação de Dario Messer foi homologada, nesta quarta-feira (12), pelos juízes Marcelo Bretas e Alexandre Libonati, de varas federais criminais no Rio.
Wed, 12 Aug 2020 23:34:29 -0000
VÍDEOS: Sinteam denuncia Seduc ao Ministério Público contra retorno de aulas; veja destaques do JAM 2

Confira destaques do JAM 2ª Edição desta quarta-feira, 12 de agosto de 2020. Confira destaques do JAM 2ª Edição desta quarta-feira, 12 de agosto de 2020.
Wed, 12 Aug 2020 23:32:49 -0000
Adolescente de 15 anos é morto a tiros, em João Pessoa

Vítima sofreu outro atentado há dois anos, diz PM. Adolescente de 15 anos é morto a tiros em João Pessoa Walter Paparazzo/TV Cabo Branco Um adolescente de 15 anos foi morto a tiros na noite desta quarta-feira (12), em João Pessoa. Segundo informações da Polícia Militar, a vítima sofreu outro atentado há dois anos. Homens teriam pulado um muro para chegar até o adolescente que foi atingido por vários disparos. A PM, não soube precisar a motivação do crime e nem quantas pessoas participaram da ação. À polícia, a mãe do garoto contou que pedia para ele não ir até o local em que o crime aconteceu, mas não informou o motivo. O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto de Polícia Científica da capital.
Wed, 12 Aug 2020 23:31:57 -0000
VÍDEOS: Diário TV 2ª Edição de quarta-feira, 12 de agosto

Assista às matérias dos telejornais da TV Diário. Assista às matérias dos telejornais da TV Diário.
Wed, 12 Aug 2020 23:31:51 -0000
Mais quatro mortes por Covid-19 são registradas em Barra Mansa
Cidade chegou a 80 óbitos pela doença. Segundo a prefeitura, número de casos também aumentou e agora está em 2.109. A prefeitura de Barra Mansa, no Sul do Rio de Janeiro, registrou nesta quarta-feira (12) mais quatro mortes por coronavírus. A cidade agora contabiliza 80 óbitos pela doença. De acordo com o governo municipal, duas vítimas são uma mulher de 55 anos e uma idosa de 80, que estavam internadas na Santa Casa. As pacientes apresentavam doenças preexistentes, que complicavam o quadro de saúde delas. Até a publicação desta reportagem, não havia informações sobre as outras duas vítimas. + Casos confirmados, mortes e pessoas recuperadas da Covid-19 na região O último boletim epidemiológico mostrou que 37 novos casos da Covid-19 foram registrados em Barra Mansa, que soma agora 2.109 pacientes infectados pela doença. Destes, 1.612 são considerados curados por terem passado pelo tempo necessário em isolamento e não apresentarem sintomas da doença. Initial plugin text
Wed, 12 Aug 2020 23:31:48 -0000

This page was created in: 0.01 seconds

Copyright 2020 Oscar WiFi

This website or its third-party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer our Cookie Policy More info